Ricardo Freitas - Site

Receba novidades por e-mail.

sábado, 12 de julho de 2014

Estadio do Morumbi - Extensor HDMI via IP

Estádio do Morumbi usa solução AV LIFE para transmissões internas

Sistema faz a transmissão simultânea dos jogos em Full HD do estádio para as TVs espalhadas nos setores internos
 Sistema faz a transmissão simultânea dos jogos em Full HD do estádio para as TVs espalhadas nos setores internos
Um sistema faz a integração de quem está na plateia assistindo pelas telas com o que se passa no campo do Estádio do Morumbi. Para chegar a esse resultado, o estádio utilizou o extensor e receptor HDMI + IR via IP da AV LIFE para transmitir sinal HDMI via IP em todo o estádio. Ao todo, são 72 tevês de 48" da Semp Toshiba, patrocinadora do São Paulo Futebol Clube.
Afonso Augusto Costa Pastore, técnico de audiovisual do Estádio do Morumbi, conta que a instalação do sistema se deu em etapas começando pelo setor amarelo (família), passando pelo vermelho (cadeiras cativas), azul e finalmente chegou ao laranja, pronto às vésperas da partida entre Brasil e Sérvia, no último 6 de junho. A capacidade atual do estádio é de 67.052 lugares.
O sistema faz a transmissão simultânea dos jogos em Full HD do estádio para as TVs espalhadas nos setores internos. Com ele, é possível assistir os lances de replay. Pastore diz que a expectativa é estender as transmissões para shows e outros eventos, com a inserção de publicidade.
Adriano Rocha, analista de TI do Estádio do Morumbi, explica que os conversores HDMI são qualificados para um sistema de TV - (TCPIP) e eles estendem o sinal HDMI com transmissores e receptores.
 Sistema faz a transmissão simultânea dos jogos em Full HD do estádio para as TVs espalhadas nos setores internos
O sinal HDMI é convertido pelo transmissor HDMI via IP para um sinal de dados(padrão TCPIP), transmitido via cabo de rede CAT5. O cabo de rede CAT5 suporta uma distância de até 100 metros, porém como ele é convertido para fibra ótica o sinal pode correr em distancias maiores que 1km. Na outra ponta, esse cabo de rede é conectado aos receptores HDMI via ip, estes por sua vez, reconvertem o sinal para o formato HDMI Full HD para conectar-se nas TVs.
Rocha enfatiza que a vantagem do cabo de rede é não ter perda de qualidade, podendo percorrer longas distâncias. Além disso, "a fibra óptica atinge distâncias, que não seriam possíveis com qualquer outro cabo", acrescenta. A centralização da transmissão se dá em um ponto único.
 Sistema faz a transmissão simultânea dos jogos em Full HD do estádio para as TVs espalhadas nos setores internos
Nova versão HDMI via IP
Além da versão utilizada pelo Morumbi, há uma nova versão do HDMI via IP que cria videowalls e possui  software para gerenciamento dos conteúdos das telas. Sobre essa nova versão, Cristiano Mazza, gerente de produtos da Discabos, explica que a transmissão por rede IP - HDMI via IP - acontece quando caixinhas pegam o sinal de vídeo em HDMI - que pode ser qualquer fonte de sinal - e ela transforma isso em um IP.
Esse sinal é levado para um switch de rede.  Pode ser uma rede já existente. Do  switch, ele sai para os quantos displays sejam necessários para alimentar com vídeo. O limite do sistema são 16 transmissores de sinal e 60 mil receptores.
Mazza detalha que podem ser ligadas quantas tevês forem necessárias, e essa é uma das novas funções da solução de HDMI por IP. Por sua vez, cada tevê tem uma caixinha igual que faz o processo contrário - recebe o IP e descompacta em vídeo. Além disso, o sistema transmite junto com HDMI, USB, RS-232. As tevês podem ser controladas à distância e mouse e teclado podem ser usados para controlar fontes ou computador.
Segundo Cristiano Mazza cada aparelho manda uma fonte de sinal diferente e o transmissor tem um pass through HDMI para ter telas de controle e saber o que está sendo transmitido. "Se estou em um shopping, na sala de controle, sei que na praça de alimentação está rolando isso aqui." Saiba mais detalhes da solução HDMI via IP neste link:  http://hdmiviaip.com.br/.
Matéria transcrita da revista Digital AV Magazine.

Seguidores

Pesquisar este blog