Ricardo Freitas - Site

Receba novidades por e-mail.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

DISCABOS - HDMI e sinal 3D

Devido a quantidade de informações confusas sobre sinal 3D, resolvi copiar este artigo do Cristiano Mazza, CEO da Discabos, que alem de bem simples e pratico, esclarece com perfeição, como funciona esta tecnologia.
Há cerca de 5 anos, o Orlando Barrozo, da revista Home Theater, fez um evento onde a Philips demonstrou uma TV com imagem 3D. Na época parecia algo longe da realidade, porém a tecnologia evoluiu rapidamente e chegou às nossas salas muito mais rápido que esperávamos. Juntamente com este novo avanço, muitas dúvidas e mitos surgiram. Mas qual o problema do sinal 3D? Porque cabos que funcionavam antes estão enfrentando problemas para transmitir a imagem 3D? Somente cabos HDMI 1.4 servem para o sinal 3D? Preciso trocar meu cabo HDMI? e meu equipamento? Isso e um pouco mais, tentaremos explicar nas próximas linhas.
Para explicar melhor o que ocorre em um sinal HDMI 3D, temos que dividir os equipamentos que recebem o sinal, entre ativos e passivos. Ativos são todos aqueles que fazem algum tipo de tratamento de sinal, recebem ele e de alguma forma "trabalham" esse sinal antes de enviá-lo. Podemos colocar aqui os players, splitters, receivers, Tvs e projetores. Passivo seriam os equipamentos que não "influenciam" e não fazem qualquer alteração no sinal. Estes, basicamente, seriam os cabos, que apenas transportam o sinal entre os equipamentos.
  • Entendendo como é formado o sinal 3D

O sinal de vídeo em 3D pode ser conseguido de duas maneiras: a primeira seria originalmente filmando com câmeras especiais com duas lentes, e a segunda seria alterando um sinal 2D "laboratorialmente", duplicando ele na tela, e separando a gama azul da vermelha em duas imagens, ligeiramente, deslocadas.
Se olharmos na fórmula abaixo, sobre tamanho do sinal HDMI, percebemos que o tamanho do sinal HDMI é definido diretamente pela qualidade do conteúdo que trafega nele.
TOTAL SINAL = PIXELS HOR. x PIXELS VERT. x FREQ. IMAGEM x BIT POR PIXEL x 1,10 (áudio e dados)
Assim, ao "duplicarmos" um sinal para assistir a imagem em 3D, basicamente estamos dobrando a quantidade de dados que seria preciso para formar essa mesma imagem em 2D. Colocando em números, para facilitar o entendimento, um sinal em 2D com 1080p de resolução, 60 Hz, 24 bits e áudio digital tem cerca de 4,95 Gbps, porem se pegarmos esse sinal em 3D ele terá em torno de 8 Gbps, causando um aumento expressivo no tamanho da informação HDMI, que será enviada para gerar a imagem.
A partir da especificação do HDMI 1.3b foi estabelecido um padrão que já previa que chips e cabos suportassem uma largura de banda de 5 a 10,2 Gbps, o que significa que a grande maioria de equipamentos e cabos atendem o padrão HDMI 1.3b já estariam habilitados para processar e transmitir sinais em 3D.

  • É preciso trocar meus equipamentos e cabos?

Seguindo o conceito técnico acima, chegamos em uma informação importante: A priori, não haveria necessidade de troca de equipamentos ou cabos, desde que eles estivessem dentro da norma HDMI 1.3b, atualmente chamada de high speed (seguindo indicação da versão HDMI 1.4). Para alguns equipamentos, seria apenas necessária a atualização de software, como é o caso do videogame PlayStation3, para que exibissem conteúdo em 3D. Para cabos HDMI, teoricamente não deveria ser necessária a troca em nenhuma condição, desde que o cabo já atendesse o padrão high speed (antigo HDMI 1.3b), como é o caso dos cabos da Discabos HDMI Bravo e HDMI Avis High Speed com Ethernet. As televisões e projetores a princípio teriam que ser todos trocados para um sistema que entenda esse novo formato de imagem 3D, porém já existem testes de equipamentos que transformariam qualquer sinal 2D em 3D.
Abaixo seguem algumas dúvidas comuns que recebemos de clientes:
=> Porque tenho que trocar meu player ou receiver por um HDMI 1.4 para 3D?
As vezes mesmo que seu equipamento suporte a banda necessária para enviar um sinal 3D ele pode possuir algumas limitações que impedem que você aproveite esse recurso. Pode ser porque o leitor do player não suportar algum aspecto da mídia com conteúdo 3D ou porque o fornecedor não possibilita uma atualização do software interno para que ele possa entender o conteúdo 3D.
=> Porque meu splitter HDMI não consegue mandar o sinal 3D corretamente para minha TV?
Isso pode ocorrer devido a seu splitter não suportar a largura de banda necessária para o conteúdo 3D ou por problema de comunicação com outros equipamentos. Alguns splitters que já suportam os 10,2 Gbps do sinal HDMI 3D tem apresentado falhas quando colocados  em contato com players ou receivers com chips HDMI 1.4. Este problema acontece devido a uma falha de comunicação entre os equipamentos e chips, não devido ao sinal 3D. Podemos comprovar isso utilizando players 3D com chip HDMI 1.3 (exemplo bluray Sony ou PS3) ligados a splitters com 10,2 Gbps de banda em que o sinal 3D é transmitido sem problemas.
=> Porque meu cabo HDMI, que sempre funcionou perfeitamente com o sinal 1080p, não consegue mostrar o sinal em 3D? Esta escrito na embalagem que ele é 1.4. Preciso comprar o cabo HDMI 1.4a?
Voltando um pouco em artigos passados, HDMI 1.4 não se refere ao cabo e sim a versão da tecnologia. O nome do cabo seria high speed ou standad speed dependendo da largura de banda que ele suporta (desculpa usar palavras em inglês, mas esta é a nomenclatura padronizada pela Organização HDMI). Sendo high speed, ele deverá suportar 10,2 Gbps de banda, portanto sinal 3D. Se o seu cabo suportava normalmente 1080p e não está suportando 3D, entre em contato com a empresa que forneceu, o cabo pode ter algum problema de construção, o que implica em diminuição da banda e por isso ele não esta suportando o sinal 3D.
Não deixe de ler este artigo até o final para conferir as dicas na hora de comprar cabos e equipamentos.
Sobre a especificação 1.4a do sinal HDMI, ela se refere apenas a informações sobre a frequência de imagem em sinal 3D para construção de chips HDMI em players e displays. Não diz respeito a cabos ou conectores.
=> O que devo verificar na hora de comprar um cabo ou equipamento que suporta o 3D?
É sempre importante que você adquira produtos de empresas confiáveis, pois existem empresas que vendem produtos com informações incorretas ou enganosas na embalagem. Por isso antes de comprar sempre verifique algumas informações sobre o fabricante:
- Presta serviço de manutenção caso o produto seja danificado?
- Dá garantia de funcionamento sobre o produto?
- Dá o devido suporte na escolha do equipamento?
- Faz testes para se assegurar de que o produto realmente funciona?
- Tem conhecimento técnico sobre a instalação?
=> Qual a distância máxima que consigo enviar um sinal HDMI 3D?
Uma das informações importantes que seu fornecedor precisa saber é a distância que o cabo HDMI suporta o sinal 3D. Apesar do cabo ser testado em laboratório, com gerador de sinal para 10,2 Gbps, na prática há perda elétrica do sinal que faz ele sofrer redução em termos de amplitude. Isso quer dizer que o sinal até chega ao ponto final, porém tem a sua qualidade comprometida não podendo ser interpretado pelo equipamento receptor. Tenho visto pessoas falando sobre o sinal HDMI 3D em distâncias acima de 15 metros, porém na verdade pouquíssimos cabos conseguem transportar os 8 Gbps do sinal 3D acima de 10 mts, e muitos instaladores já perceberam isso. Por isso certifique-se que o seu cabo consegue mandar o sinal 3D na distância que você precisa utilizar, sempre tomando cuidado para evitar passar de 12 mts (essa distancia tem sido quase que um limite físico. Não tenho visto quase nenhum cabo conseguir bater essa barreira com sinal 3D). 
Caso não sinta segurança no seu cabo ou fornecedor, pesquise, procure outros que possam lhe assegurar qualidade na transmissão do sinal.
=> O que a Discabos pode me oferecer?
No que se refere a Discabos e sua linha AVLife, temos estudado, cada vez mais, maneiras de evitar a perda de sinal e melhorar o tráfego de sinais pesados. Nos últimos meses lançamos nova linha de splitter HDMI 3D, evitando perdas no circuito e melhorando a transmissão do sinal 3D paa várias telas ao mesmo tempo (até 8 saídas simultâneas); o cabo HDMI Avis, com tecnologia inovadora de montagem sem solda, que evita perdas, tem impedância constante no conector e melhora o tráfego do sinal, aumentando a amplitude e definição da imagem, suportando 3D em limites maiores que cabos normais; lançamos o revolucionário sistema de ferramenta Fast Click para HDMI, com possibilidade de montagem no local de cabo HDMI high speed, com ARC (retorno de áudio), HEC (canal de ethernet) e suporta 3D sem precisar de solda; e temos o extensor de sinal HDMI, via um único cabo Cat5e, que suporta levar o sinal, com até 10,2 Gbps, até 100 mts de distância, através do protocolo HDBaseT.
Aproveitem os avanços da tecnologia, contudo procurem se informar sobre os produtos utilizados. Pesquise com os fabricantes qual o melhor produto para sua necessidade visando a melhor qualidade da instalação e a economia, evitando o gasto desnecessário com produtos que não conseguem cumprir seu objetivo.

Seguidores

Pesquisar este blog